Arquitetura da informação (AI) é o processo de organizar a informação de uma forma que ela possa ser consumida e encontrada. Hoje em dia está sendo utilizada como vantagem competitiva nas empresas.

O Instituto de Arquitetura da Informação – IAI, define como “a prática de decidir como organizar as partes de algo para ser compreensível.” (IAI, 2016). Isso quer dizer que esse conceito está diretamente ligado a melhoraria da experiência do usuário (UX Design).

AI pode ser realizada em sites que usamos, aplicativos, software, wereframes, sitemaps, personas, pesquisas etnográficas e na geração de conteúdo.

ARQUITETO DE INFORMAÇÃO

O Arquiteto de informação é multidisciplinar. Bibliotecários, publicitários e designers exercem essa função, que tem como premissa melhorar a experiência do usuário.

Segundo Endeavor (2015) “o UX Designer deve refletir não mais só em como organizar e categorizar a informações, mas em toda a experiência do usuários quando ele interage com um produto digital”.

O Arquiteto de Informação é o profissional que organiza e liga todos os dados de maneira com que eles consigam fazer parte de um plano de ação estratégico com enfoque em resultados, pois é necessário analisar e interpretar para que a pesquisa vire uma informação valiosa.

Atividades desse profissional:

  • Coleta e análise de dados;
  • Criação de mapas mentais;
  • Criação de taxonomias e ontologias;
  • Construção de mapa de informações estratégicas;
  • Construção de árvore do conhecimento.

Percebe-se cada vez mais a necessidade de profissionais que categorizem dados e informações, principalmente, os que vislumbram a experiência do usuário/cliente sob o material projetado. No próximo tópico será apresentado um modelo prático de UX Design.